7 dicas para ter sucesso em um entrevista de estágio

Estagiar em empresas grandes e famosas é o sonho de muitos estudantes de graduação. Entretanto, muito acreditam que esse sonho está longe de se tornar realidade quando participam de um processo seletivo. A ansiedade, o grande número de candidatos, as diversas etapas de seleção e a demora no tempo de resposta dos recrutadores são alguns desses motivos. Entretanto, se o estudante se preparar devidamente, as chances de ele conseguir a vaga desejada aumentam.

Uma das etapas mais temidas na seleção de novos estagiários é a entrevista, já que o estudante precisa convencer o entrevistador que ele é a pessoa ideal para preencher a vaga X. Nesse momento, quando o candidato está cara-a-cara  com o recrutador, o nervosismo aumenta, a memória falha e a autoconfiança diminui.

Mesmo que o nervosismo frente a um processo seletivo vá passando à medida que o indivíduo passa por experiências como essa, existem diversas formas de fazer com que a entrevista de estágio não seja um bicho de sete cabeças. A Mercado separou algumas dicas para te ajudar a se preparar para vencer esse desafio e realizar seu sonho!

 

Conheça bem a empresa

Todos sabem que é preciso pesquisar sobre a empresa na qual se está concorrendo para uma vaga de estágio: entender a área de atuação da empresa e ler o site e notícias sobre a instituição. Mas, segundo a estudante de Engenharia Química e estagiária da empresa EloGroup, Naiara Ambrosio, a pesquisa que o candidato faz deve ir além.

 

“Tentar entender que tipos de valores a empresa prega interna e externamente e qual a sua cultura é essencial. Nossa atuação como candidato deve ser moldada em relação a isso”

 

Mas, atenção, segundo a estudante,  isso não significa criar uma personagem para cada processo seletivo, “Você deve ser você mesmo durante a entrevista”.

É possível conhecer mais sobre a cultura e sobre os valores de uma empresa em seu site, em vídeos institucionais no YouTube e indo em feiras de oportunidades.

 

Pense em sua trajetória antecipadamente

Durante a entrevista de estágio, o recrutador com certeza perguntará ao candidato sobre suas experiências passadas: “Qual seu maior fracasso?”, “Quem você admira?”, “Fale sobre um situação em que você precisou trabalhar sobre pressão”. Perguntas desse tipo, por mais que possam parecer simples e fáceis de serem respondidas, podem virar um obstáculo na hora H, já que, por conta do nervosismo, o candidato se esquece dos melhores exemplos para contar.

Para evitar isso, alguns dias antes da entrevista, é essencial que o estudante pare, pense e reflita sobre sua vida e suas experiências. Segundo a Fernanda Thees, sócia-diretora da Loite, empresa que orienta jovens em processos seletivos, essa é a melhor forma de um candidato se preparar, já que nunca se sabe qual pergunta ele terá que responder na hora.

 

Elabore um pitch

Já ter em mente uma apresentação pessoal que englobe suas experiências, inclua seus objetivos, prenda a atenção do ouvinte e, que ainda, dure no máximo 4 minutos é uma tarefa complicada, mas muito eficaz.

Um pitch se estrutura, geralmente, da seguinte forma:

Apresentação – a pessoa diz seu nome, o que ela faz e qual o seu objetivo (“Boa tarde, meu nome é X, sou estudante de da universidade Y e estou procurando um estágio na área Z”); Desenvolvimento – a pessoa fala de suas habilidades, conquistas e resultados (“Durante a graduação participei de diversos minicursos e workshops sobre o Marketing Digital e, semestre passado, liderei uma equipe com o objetivo de aumentar o número de demandas viáveis vindas pelas redes sociais para uma empresa em que trabalhava. Com isso conseguimos aumentar nosso número bruto de demandas 10% e nossa taxa de conversão em 5%);

Finalização – a pessoa conclui com uma proposta de ação (“Acho que tenho o perfil e a experiência necessária para ajudar sua empresa a alavancar as vendas através do Facebook”).

Planejar bem o pitch, praticá-lo e pedir a opinião de amigos deixará o indivíduo mais confiante para apresentá-lo sempre que foi preciso. Mas atenção, é necessário saber enquadrar o pitch à situação para que o discurso não fique engessado e tedioso.

 

Mostre que você se interessa mesmo pela vaga

Como o medo de não conseguir estágio às vezes é maior que a vontade de trabalhar em uma empresa que o candidato tem interesse, é comum que universitários se candidatem a qualquer vaga que veem pela frente e quando estão na entrevista de estágio não têm certeza se querem entrar na empresa. Para o Bernardo Batista, estudante de Engenharia Mecânica e estagiário da Embraer, quando a pessoa faz isso, ela se auto-sabota, uma vez que, sem perceber, vai falar algo ou agir de alguma forma que a fará não conseguir a vaga.

 

“Acredito ser importante tentar o processo seletivo apenas das empresa que a pessoa tem interesse. Vale deixar claro ao entrevistador que, para você, essa empresa tem algo de muito especial, que você se identifica com sua cultura e se vê trabalhando, contente e motivado, no cargo e desempenhando as funções designadas”

 

Alinhe suas experiências com os requisitos da vaga

Se engana quem acha que o mais importante para os recrutadores é um currículo recheado de experiências. O que realmente importa é o que o indivíduo conseguiu aprender e desenvolver a partir daquilo que vivenciou. “Não gera valor você citar todas as experiências que você já teve. É mais interessante você extrair de experiências relevantes, […] aprendizados e insights importantes e mostrar como isso te fez crescer. Isso fez diferença pra mim nos processos que eu tentei.”, esclarece Naiara.

Além disso, Bernardo lembra que esse é o momento ideal para mostrar ao recrutador que a vaga de estágio se encaixa com o seu perfil e seus conhecimentos técnicos, “Empresas muito técnicas tendem a guiar a entrevista para o lado técnico e querem saber sobre as experiências com softwares e metodologias de engenharia, por exemplo. Assim, mostrar que gostou do que aprendeu sobre o assunto e está disposto a aprender ainda mais também ajuda”.

E se o candidato não tem nenhuma experiência profissional no ramo? A consultora da Across, empresa de consultoria em RH, Caroline Cobiak afirma que o importante é explorar bem as experiências nas quais o candidato passou, não importa se foi um trabalho em grupo a faculdade, uma festa que organizou ou um intercâmbio que fez sozinho.

 

Esteja preparado para responder qualquer tipo de pergunta

As perguntas das entrevistas de estágio vão muito além aos clichês que presentes na internet: “Qual seu ponto fraco?”, “No que você é bom?”. Por isso, o candidato deve estar preparado para responder qualquer tipo de pergunta.

Muitas vezes, são feitas perguntas absurdas e inesperadas como “Quantas bolas de futebol caberiam nessa sala?” e “Como você faria para encontrar uma agulha em um aquário?”. Elas parecem pegadinha, mas são feitas para testar o raciocínio lógico do candidato. Portanto, caso se depare com uma pergunta desse tipo não se limite em apenas responder o entrevistador, pense um pouco e dê sua resposta com uma justificativa lógica, indicando a forma que você pensou para chegar no resultado.

Também, é comum que recrutadores façam perguntas pessoais aos candidatos. Perguntas que parecem não ter relação nenhuma com a vaga de emprego como “Qual seu animal favorito?”, “Como as pessoas ao seu redor te veem?” e “O que verdadeiramente te faz feliz?” são feitas para que o recrutador entenda o grau de autoconhecimento do candidato. Saber responder bem essas perguntas e não titubear demonstrará ao ouvinte que o estudante sabe definir bem seus objetivos e, assim, traçar planos de ações mais efetivos.

 

Faça as perguntas certas

A entrevista de estágio não deve se basear apenas em perguntas do recrutador e respostas do candidato. O ideal é que a conversa ocorra entre ambas as partes. É interessante que o estudante faça perguntas que busquem alinhar seus interesses aos da instituição, a fim de se destacar diante aos outros candidatos. Por exemplo, é possível perguntar quantos estagiários foram contratados no programa anterior e o que eles acharam da experiência. Entretanto, deve-se evitar fazer perguntas que podem ser respondidas por uma simples pesquisa na internet ou que se encontram nos editais do processo seletivo, já que isso demonstra que o candidato não fez sua lição de casa.

 

Seguir as dicas listadas é uma boa estratégia para o estudante garantir que tudo ocorra bem durante a entrevista de estágio e consiga se destacar dos demais candidatos. Procure se preparar e treinar bastante para não passar sufoco na hora H e conseguir o estágio dos sonhos, assim como a Naiara e o Bernardo!

E ai? Quer saber conhecer mais sobre as empresas de sucesso no mercado? Siga a Mercado em Conexão nas redes sociais e fique por dentro das novidades e vagas de estágio.

Referências:

https://exame.abril.com.br/carreira/o-que-o-recrutador-avalia-na-entrevista-de-emprego-sem-voce-saber/

https://wpos.com.br/blog/7-maneiras-de-impressionar-o-recrutador-numa-entrevista-de-emprego/

https://www.vagas.com.br/profissoes/dicas/13-dicas-para-mandar-bem-na-entrevista-de-emprego/

https://pt.wikihow.com/Fazer-sua-Apresenta%C3%A7%C3%A3o-Pessoal-(Elevator-Pitch)

https://www.jrmcoaching.com.br/blog/autoconhecimento-10-perguntas-poderosas-que-voce-precisa-responder/

 

Naiara:

Uma das coisas que mais afeta as pessoas é a falta de segurança e a falta de confiança em si mesmo, já que é o momento de muita pressão. O nervosismo vai sendo superado quando vamos passando por essas situação. Podemos contornar de outras formas.

é clichê saber que tem que se preparar: todos sabem que é ideal conhecer minimamente a empresa pela qual você está se candidatando, então entrar nos site da empresa, ler sobre  que ela, ler notícias sobre a empresa. Muitos candidatos sabem disso. Mas acho que vai além, acho que faz muita diferença, tentar entender que tipo de valor a empresa busca entregar para a sociedade, qual é a cultura dentro da empresa, quais valores essa empresa prega interna e externamente. nossa atuação como candidato deve ser moldada em relação a isso. Isso não significa citar um personagem para cada PS que você fizer. Você vai ser você mesmo, na hora de fazer a entrevista. é interessante saber selecionar na sua trajetória, o que é interessante, o que vai fazer os olhos do entrevistador brilharem, baseado no que a empresa faz e preza,. Não é valor vc ir citando todas as experiências que você teve. É mais interessante você extrair de experiências relevantes no contexto da empresa que você você está fazendo PS aprendizados e insights importantes, como isso te fez crescer. Fez diferença pra mim nos processos que eu tentei.

Pessoas fazer um exercício de refletir sobre as coisa que já passaram, refletir sobre o que gosta e o que não gosta, o que deu certo em algumas experiências o que deu errado e saber passar isso para o recrutador de uma forma relevante.  e o que vai fazer o entrevistador ficar interessado em você.

Bernardo:

Bom, acredito que uma coisa importante para uma entrevista é você realmente querer estar ali, vejo gente que se candidata a qualquer vaga que vê pela frente e quando tá na entrevista mesmo nao tem nem certeza que quer entrar na empresa. Quando a pessoa faz isso ela se auto-sabota mesmo pq sem perceber vai falar e agir de forma a não conseguir a vaga.

Acredito ser importante aplicar apenas nas empresas que a pessoa interessa e se vê trabalhando. Vale deixar claro ao entrevistador que para você essa empresa tem algo de muito especial que você se identifica e mostrar que você se vê (contente e motivado) trabalhado no cargo e com as funções que designadas

Vale muito mostrar ao entrevistador que a vaga se encaixa com seu perfil e conhecimentos técnicos citando exemplos do o que já trabalhou semelhantemente.

No mais acho que vale saber bem da empresa, da vaga em si e se preparar. Empresas muito técnicas às vezes tendem a guiar a entrevista para o lado técnico e quer saber as experiências com softwares e metodologias de engenharia. Mostrar que gosta do que estudou e está disposto e interessado em aprender conhecimento novos também ajuda

By | 2018-12-20T16:45:21+00:00 dezembro 20th, 2018|Sem categoria|0 Comments

Leave A Comment